Dra. E.
Prefiro morrer no frio fio do punhal de uma verdade a viver na entorpecência de uma mentira, pois das cinzas que me fizeste hei de renascer mais forte...
Porque de cada caco de vidro de um espelho quebrado pode ser feito arte...
Reciclagem do lixo, transformação no belo...
E assim temos que ser todos nós, evoluindo a cada queda...
Reerguendo, reestruturando...
De minha dor, faço minha arma...
Desnorteada, eu escrevo...
E, a cada palavra descarrego o infinito peso de sentimentos presos dentro do peito...
E de minhas lágrimas brotarão flores, as mais belas e perfumadas que enfeitarão o jardim de minh’alma...
edit post
Reações: